Março chegou e com ele o “mês das mulheres”. Acredito ser uma boa época para abrir mais um debate: a importância das mulheres na sociedade.

16997875_1867156600222544_6910888263531762082_n

Ontem postei essa imagem na página e esperei para ver os comentários. Muitos foram em apoio a mulher, dizendo que ela merece um dia de “folga”, outros foram críticas dizendo que ela era uma folgada, que se não é certo o marido agir assim, ela também não tem direito. Um outro comentário interessante foi uma analise da cena antes de julgar: ” cabe saber se ela faz disso uma rotina”. Teve um papai que se manifestou dizendo que se o marido era quem trabalhava fora ela estava errada (foi bombardeado de comentários kkk).

De uma forma geral me vi pensando na questão da “folga merecida”: Existem 4 tipos de mães:

1- as que trabalham fora,

2- as que trabalham de casa (como homeoffice),

3- as que trabalham em casa (donas de casa),

4- um mix das opções anteriores.

Conclusão: “Não existe mulher/mãe que não trabalhe”

Vamos botar essa frase como base do texto, ok?

Se você sai de casa todo dia pra ir a uma empresa cumprir tarefas: vc trabalha! Se vc fica em casa exercendo as tarefas para alguém ou para um projeto próprio: é trabalho! Se você fica em casa cuidando do filho e da casa: isso é trabalho! (Por mais que sinta prazer em fazer isso!)

As mulheres, mães, são peças primordiais para o funcionamento da nossa sociedade. Pensem comigo: Se as mulheres/mães sumissem por 1 dia como seria?

Homens conseguiriam ir trabalhar tranquilamente se suas mulheres não ficassem em casa cuidando dos filhos?

“-Ah, deixaria com a avó!”

Avó é mulher!

“-Ah deixaria na creche!” ou “-Meu filho já vai pra escola!”

As creches e escolas funcionariam normalmente?

Me arrisco a dizer que 60%/80% de colaboradores das instituições de ensino são compostas por mulheres. Ou seja, a sociedade não funcionaria! Somos essenciais e não merecemos desmerecimento, não merecemos ouvir que mulheres que ficam em casa não trabalham ou que trabalho de casa é trabalho de mulher!

Atualmente, mulheres ainda cumprem dupla jornada (na maioria das casas), exercem suas profissões e ainda cozinham, lavam, passam e assumem a maior responsabilidade com os filhos. Isso tudo para no final serem menosprezadas? Sexo frágil?

“Mulher/mãe merece uma folguinha”

“Mãe não tem folga, é um trabalho que dura 24h, 365 dias no ano. Quando o marido vai pra cozinha lavar uma louça, fazer um jantar, trocar uma fralda, de vez em quando,  é mais que justo!”

É certo pensar assim? NÃO!

Me desculpem, mas isso não é justo! No caso de uma mulher/mãe dona de casa, que passou o dia todo cuidando do filho e da casa, quando o marido chega ela tem que continuar trabalhando para que ele descanse? E ela? Como fica?

O marido/companheiro tem obrigação de participar da organização da casa que mora, do filho que também botou no mundo. Quando o marido chega em casa o expediente da mãe termina, ambos estão liberados e ambos precisam dividir igualmente as tarefas que continuam a partir dali (seja cozinhar, lavar louça, dobrar roupa, cuidar do filho, etc…). Quem é dona de casa sabe da dificuldade que é manter a casa em ordem e cuidar do(s) filho(s), é praticamente impossível manter tudo impecável, sempre tem algo a mais para ser feito.

A mulher que trabalha fora (ou de casa como Home office), então, nem se fale! Tem que ser TUDO 50%/50%!

Então, queridos, não tem essa de “folga”! A folga tem que existir para os dois, igualmente, e quem dá esse privilégio é o filho ou as tarefas finalizadas!

Mulheres: se deem o valor! Não se diminuam, não aceitem “folgas” dadas pelos maridos esporadicamente. Nós merecemos o mesmo que eles!

 Somos engrenagem principal

Anúncios

2 comentários em “Mães merecem folga?

  1. Claro que todas as mães merecem uma folga eu concordo plenamente com tudo isso, só que vou deixar uma dica aqui, antes de engravidar vê se o seu parceiro, antes mesmo de ter um bebê te ajuda pois isso reflete muito quando vc vai ser mãe, pq se o cara não te ajuda em outros momentos é claro que ele não vai levantar de madrugada para acudir o bebê. Neste momento às 00:45 estou aqui pastoreando minha bebê enquanto minha esposa que acabou de sair da maternidade descansa,à coloquei pra dormir e passei toda confiança pra ela ir dormir em paz e descansar afinal ja carregou 9 meses em seu ventre, não só hoje mais sempre fiz isso por ela pq o amor verdadeiro é isso,.
    Palavras do papai da Valentina, ,Felipe.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s