Mais um texto inspirador sobre a realidade que outras famílias enfrentam para tentarem sobreviver à guerra. Uma boa oportunidade para te fazer refletir, agradecer pelo o que tem e ajudar no que for possível. ❤
———————————
Há seis meses, ainda em 2016, Mariana Serra, a co-fundadora da Volunteer Vacations, esteve no Oriente Médio em visitas à Jordânia e ao Líbano teve a oportunidade de conhecer em Zahlé, no Líbano, uma família de sírios-curdos que já está em refúgio há cinco anos e que nos faz enxergar e sentir as aflições de um povo sem nação, de uma família sem lar.
Estamos em mais uma #SemanaVV e mais personagens e histórias incríveis nos tocam. Dessa vez no Líbano para ajudar no campo de refugiados de Zahlé, junto com as ONGs Família Aziz e Faz e Transforma, fomos instalar lâmpadas ecológicas nas tendas dos campos e fornecer atendimento médico às várias famílias em refúgio.
unnamed-3
Mariana com uma famílias refugiada
Uma das famílias que encontramos foi a Família de Qader e Hivin, os curdos. Pai, mãe e seis filhos, eles fugiram da sua região em 2012, quando a tensão aumentou. O Curdistão é um território que se espalha por vários países: Turquia, Síria, Iraque, Armênia e Irã. Os curdos são um povo que possui uma unidade e um idioma próprio. Por isso, ao longo das décadas, eles vêm buscando a independência e autonomia de seu país.
Numa área de tensão e guerras, obviamente, a situação não é fácil, e muitas perseguições acontecem. Por isso, Hivin e Qader tiveram que se refugiar no Líbano. Hoje, Qader trabalha no Líbano em fazendas. Conseguiu o emprego por ser uma mão de obra mais barata que os próprios libaneses, e Hivin ajuda com a venda de legumes e verduras. Sonham em seguir os passos de alguns vizinhos que conseguiram vistos para entrar na Europa e buscar uma vida digna e melhor para eles e seus filhos. Sabem que a situação é difícil e todos os dias sentem o sofrimento de estar fora de seu país e de seu lar.
unnamed-2
Mas chama a atenção como são orgulhosos de seu povo e como desejam sua nação. Em meio a um cenário de destruição de tudo que é físico e também imaterial, como sonhos e planos, a única coisa que não morre nessa família é o sonho de unidade: o sonho de um Curdistão liberto.
Para conhecê-los e ajudá-los, venha com a #VV para o Oriente Médio! Basta entrar no nosso site (www.volunteervacations.com.br) e se inscrever para o voluntariado no Líbano ou na Jordânia. Vamos ajudar esses curdos e tantos outros que vivem numa realidade difícil mas nunca perdem a esperança.
unnamed
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s