Intermitente

Mãe, pausa

A vida

 

Interrompe o almoço

Mastiga rápido

engole no susto

da criança caindo

 

Dorme, mas não prega o olho

Logo é hora de acalentar

Sonha em etapas

 

Mãe para a conversa

Não encerra o assunto

Depois retoma

se lembrar, se sobrar tempo

 

Mãe adia planos

Interrompe o curso

Tira licença

de si

 

Mãe atrasa o trabalho

Falta ao serviço

por motivo de doença

do filho

Ela não (pode) fica doente

 

É desligada

demitida do convívio

convidada a se retirar

 

Toda Mãe é um paradoxo intermitente

Porque merece uma pausa

Mesmo vivendo nela

 

Por Thais Braga

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s