Caso 1

Entrei no elevador do mercado agora com uma mãe que também estava com os filhos no carrinho. No caso dela, dois, dormindo, assim como Aurora.

Nos olhamos, olhamos as crianças, em estado de sono profundo, e rimos!

Ela me disse: uma das melhores horas do dia, né?
Eu: com certeza!

Mais uma vez gargalhamos juntas!

Ela falou que o mais novo estava com duas semanas e ela estava doidinha! Que tinha uma lista de coisas para fazer (que inclusive segurava na mão e olhava incrédula) e não conseguia fazer quase nada!

Eu, mãe de uma, respondi: Realmente dois é bem mais complicado, mas vc está fazendo um ótimo trabalho!

Ela sorriu e respondeu: Mas não consigo fazer NA-DA!

E então eu falei que era exatamente o esperado! kkkkk

Mães queridas, não se cobrem tanto! Deu pra fazer 10% da lista, beleza, não deu pra fazer nada, beleza também! A vida é isso aí, amanhã é outro dia e a gente vai dando passos de formiga, mas o importante é não parar, ou até, parar um pouco sim, pra relaxar, vc merece

Caso 2

Hoje também, esbarrei com uma amiga, recém mãe, que não tenho muito intimidade, mas é querida!

Ainda não tinha conhecido o pequeno dela, uma fofura! Depois que olhei bem para ele, me virei para ela:
– e aí? Como vc tá?

O olhar dela me disse tudo!

Eu já vivi aquele olhar, o conheço bem! Tive vontade de abraça-lá, mas tentei apenas “confortá-la” com palavras e oferecimento de ajuda.

É realmente uma fase muito difícil, ainda mais estando longe da família!

Escrevo isso aqui porque acho importante destacar que quando encontramos uma mãe recém parida, muitas vezes tendemos a focar os comentários no bebê e deixar a mulher de lado.

Tenham em mente que o bebê está bem cuidado, ele tem a mãe e o pai, ou algum outro parente por perto durante 24h, mas a mãe, passa muito tempo sozinha, esgotada e ainda sendo responsável por uma vida que acabou de nascer. Assim como o bebê, ela também precisa de cuidados e atenção.

Minha amiga segue a página e se ela ler esse post gostaria de reforçar meu apoio! Pode me chamar pra bater papo, pra levar lanche, pra varrer chão, pra olhar a cria enquanto toma um banho, come, seja o que for, só chamar!

Força na peruca!

Por Thais Braga

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s