Thais_BragaThais Braga

Publicitária, carioca, residente em Londres, casada e mãe da Aurora de 6 anos, não exatamente nessa ordem! Escrevo um blog sobre maternidade, MãeZona, no qual exploro o tema da maternidade com humor e o cotidiano. Autora de dois livros infantis publicados, ” A carta que transportava saudade” e “Os moquitos nos picam e a culpa é do Noé”.

Minha imaginação corre solta e quando o assunto é escrever e contar histórias, sinto que meu coração bate mais forte! Meu primeiro livro “A carta que transportava saudade” foi muito bem recebido pelos pequenos leitores e suas famílias, por isso resolvi continuar nessa empreitada do mercado editorial! Dessa vez, ouso publicar um livro infantil de humor, releitura de um dos maiores contos da humanidade, para fazer rir e criar memórias divertidas que envolvam a literatura.

“A carta que transportava saudade”

capa-aberta-2-dvulgacao-etsy-2

Sinopse

“Um livro escrito para todas as crianças que não podem curar suas saudades com abraços.”

A personagem principal é uma menina que sente falta dos avós e que para amenizar as saudades faz um desenho em formato de carta para enviar por correio.
Sua mãe promete postá-la, mas com a vida corrida, o envelope fica esquecido na prateleira da sala “acumulando” saudades.

No final do livro, a mãe entende que a carta representa muito mais que um simples desenho e precisa ser despachada para que a menina se sinta ouvida.

Uma história que trata sobre distância, saudade e até despedia, este último sendo no viés da morte. Se torna uma ferramenta para abordar assuntos delicados de forma leve. Uma solução para acalmar a falta, um incentivo para as crianças passarem seus sentimentos para o papel e os destinarem a algum lugar que seja especial para elas, seja para casa dos avós, dos amigos ou para o céu. Que elas se sintam acolhidas, aliviadas e possam usar a arte como aliada no processo de expressão pessoal.

Vamos falar sobre a saudade ?

“A Carta que Transportava Saudade” é um livro infantil que fala sobre a saudade de forma lúdica! Um sentimento comum em nossas vidas, ainda mais em tempos de pandemia.
Estamos vivendo em uma época sem precedentes e as crianças foram muito afetadas com o isolamento social.

Precisamos explorar assuntos que falem da saudade, da distância e da despedida. Esse livro é baseado em uma história real que nasceu com a intenção abrir o caminho para um diálogo profundo com nossos filhos. Eu espero que possa trazer algum conforto e reflexão sobre a falta, em todos os seus formatos.

Ilustração Carol Cunha

Publicação independente

capa-noecc81.-thaisbraga

“Os mosquitos nos picam e a culpa é do Noé”

A história é uma uma releitura bem-humorada da Arca de Noé, nada religiosa, narrada pela visão dos mosquitos, que quase foram expulsos da embarcação!

Sinopse

Essa história começou há milhares de anos, logo após Noé construir aquela arca enorme para abrigar animais e fugir do grande dilúvio na Terra!

Vocês conhecem essa versão contada pelos humanos, né? Mas aposto que nunca ouviram a versão dos animais pelos olhos dos mosquitos! Uma brigalhada, um bafafá!

Já te adianto uma coisa: Se os mosquitos nos picam e atazanam com seus zumbidos é porque têm um bom motivo para isso: A CULPA É DO NOÉ!

Introdução

Sabem a história da Arca de Noé? Aquela que o Todo Poderoso ordenou que Noé e sua família construissem uma arca para salvar os animais do grande dilúvio na Terra? Pois então, imaginem se vocês fossem um mosquitinho e pudessem ver tudo de perto?

A versão dos humanos todo mundo já conhece, mas essa aqui é a versão dos animais e se resume a uma grande faxina, uma piada mal feita, uma raposa espertalhona, um papagaio fanfarrão, mosquitos que só sabem zumbir, um elefante sábio, uma girafa generosa, um coelho raivoso, uma cobra venenosa, uma coruja atenta, um par de ratinhos corajosos e uma arca dividida por intrigas lutando pela sobrevivência!

Uma história recheada de balbúrdia e ordem, compaixão e egoísmo, desunião e trabalho em equipe, injustiça e coragem para fazer o certo, vingança e aprendizado. E claro, uma bela lição de moral! Qualquer semelhança com a raça humana terá sido mera coincidência.

Ilustração: Gustavo Seabra

Publicação: Editora Inverso

Informações de Venda:

Livros Infantis da MãeZona

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s