Ouvir é vital

Estava no banho enquanto Aurora esmurrava a porta gritando e chorando: -mamãe, mamãeee! Tomei um susto porque não é comum ela fazer isso (apesar de acontecer de vez em quando kkk), e porque ela me chamava com muita convicção, como se quisesse me contar algo muito importante. Terminei meu banho rápido e fui ao encontro … Continue lendo Ouvir é vital

Anúncios

Sobre aceitação e exemplo

Napa, narigão, cara de bruxa, nariz de Pinóquio.      Quem tem um nariz avantajado sabe bem como é ouvir piadinhas sobre isso constantemente, mas esse texto não é sobre bullying e sim sobre aceitação e exemplo.     Cresci odiando meu nariz e certamente as pessoas ao meu redor me lembravam dele com frequência.Era … Continue lendo Sobre aceitação e exemplo

Quando ultrapassamos o nosso limite

Quando somos crianças testamos nossos pais a todo momento em busca do limite e aprendizado, na adolescência fazemos de tudo para ultrapassa-lo e nos sentimos imbatíveis, temos quase a certeza que somos imortais, até quebramos a cara e recuarmos. Mas apenas na maternidade que cheguei ao ponto de ver meu limite, ultrapassa-lo e permanecer por … Continue lendo Quando ultrapassamos o nosso limite

Maternidade é um iceberg

A maternidade é uma caixinha de surpresas, né? Ontem uma amiga me perguntou porque me referia à maternidade com tanto "sofrimento". Eu disse que, para mim, essa fase inicial é muito difícil. Que nós, como mães, nos descobrimos como uma outra pessoa, nos negamos por um tempo. Negamos nos cuidar, sair, viajar, comprar algo para … Continue lendo Maternidade é um iceberg

Pais têm aval para serem babacas

Ontem eu e meu marido estávamos indo embora de um fast food (me julguem kk) e saímos naquela correria bem conhecida por todos os pais. Apesar da Aurora estar dormindo, a gente queria pegar o trem logo e aproveitar parte do trajeto com ela apagada (só quem tem filhos entende o drama de ficar 40 … Continue lendo Pais têm aval para serem babacas

Obediência x libertação

Essa cena é inesquecível, né? O carinha (no caso, Gene Kelly) todo feliz depois de beijar sua amada, sai por aí, dançando e cantando na chuva! Esbanjando alegria, bom-humor, muita ginga com seu sapateado numa uma trilha sonora de matar!   No final ele é interrompido por um policial, que cruza os braços e faz … Continue lendo Obediência x libertação