Resolvi escrever um post em resposta ao meme que fez tanto sucesso essa semana no facebook da Mãezona. Foram mais de 50 mil compartilhamentos, 1000 comentários e 9 mil likes até agora.

15055750_1814062368865301_8197854415702109999_n
Meme que bombou na página!

Não esperava tanta identificação, mas, realmente quando nos tornamos mães muitas coisas mudam em nossas vidas, inclusive, nosso ciclo de amizades. Alguns somem da nossa rotina, outros aparecem de vez em quando e aqueles amigos que já são pais costumam se aproximar.

A maternidade tem seus momentos de solidão, não se fala muito nesse assunto e muitas vezes nem nos preparamos psicologicamente para passar por isso. Pensamos em tudo: enxoval, lemos livros sobre educação infantil, como “fazer a criança dormir”, nos preparamos para o parto, amamentação, mas no final das contas, não pensamos no que irá manter todo esse conhecimento fluindo: nossas mentes. A mãe, principalmente, não se imagina no cenário caótico do puerpério, exausta de tanto acordar à noite, tendo que administrar roupas, fraldas, casa, alimentação, hormônios e a solidão. Sim, a solidão!

A última coisa que a mãe pensa é nisso. Imaginamos que passar o dia com um bebê no colo será perfeito, ele vai viver sorrindo pra nós, interagindo quando cantarmos músicas e mostrarmos brinquedos; que será tudo tão mágico que iremos nos sentir completas, receberemos visitas sempre…

Antes de nos tornarmos mães não visualizamos os bebês chorando, golfando, cagando sem parar, ou com prisão de ventre e chorando de cólica, mamando até o peito sangrar e na falta de companhia. Pois é, o cenário “propaganda família margarina” não existe. A maternidade real é bem diferente.

Depois do puerpério, quando estamos mais estabilizadas emocionalmente e carrancudas, prontas pra o que der e vier, a maternidade passa a ser mais leve e prazeirosa, os filhos começam a participar mais e demonstrar afeição, mas a falta dos amigos e a diminuição das saídas ainda é marcante. A vida social entra num declínio.

Não tem jeito, temos que aprender a lidar com essa nova realidade, os amigos sem filhos, muitas vezes nem têm noção da situação, eles apenas continuam suas rotinas, frequentando lugares onde crianças não são bem-vindas, os familiares retomam suas próprias vidas e os amigos com filhos também, se virando feito polvos para conseguir terminar o dia com pelo menos 5o% do que era esperado, assim como você.

Mas não fique cabisbaixa não, mãezona, seus amigos e momentos de socialização vão apenas diminuir o ritmo. As vezes que você conseguir encontrar com as pessoas que são realmente importantes e se importam com você, será maravilhoso! Vocês irão aproveitar 100% essas oportunidades, irão rir como nunca, trocar novas experiências e pontos de vista e, inevitavelmente, falar de filhos! kkkk

Além disso, somos privilegiadas por termos a internet hoje em dia, podemos manter um pouco de contato diário com mais facilidade, afastar o silêncio. Você também tem a página da Mãezona pra te fazer rir e lembrar de como você é abençoada por ter a coisa mais preciosa do mundo em casa, bem pertinho, nem precisa se dar ao trabalho de trocar de roupa, pegar busão, gastar dinheiro com futilidades pra ser feliz, basta agarrar aquele pedacinho de 50% gostosura e 50% bochecha pra dar um sorriso e sentir que tudo vale a pena.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s